SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue22Investment in online programs: the case for the Maestría en Defensa del Contribuyente at the Universidad Michoacana de San Nicolás de Hidalgo in MexicoValidation by Expert Judment of an Evaluation Instrument for Evidence of Conceptual Learning author indexsubject indexsearch form
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


RIDE. Revista Iberoamericana para la Investigación y el Desarrollo Educativo

On-line version ISSN 2007-7467

Abstract

VAZQUEZ NAJERA, Laura; MARTINEZ ORTEGA, Ma. de los Ángeles  and  JIMENEZ GARCIA, Martha. A gestão do transporte urbano: alternativa de uso apoiada na educação sustentável. RIDE. Rev. Iberoam. Investig. Desarro. Educ [online]. 2021, vol.11, n.22, e079.  Epub Sep 20, 2021. ISSN 2007-7467.  https://doi.org/10.23913/ride.v11i22.957.

O objetivo deste trabalho foi determinar os motivos da mobilidade ou deslocamento dos habitantes da Cidade do México e especificar a finalidade da viagem e o tipo de transporte utilizado, bem como observar diretamente o envolvimento das mulheres em tudo isso. Da mesma forma, com as informações acima, elabore uma proposta de gestão do transporte público e da mobilidade dos usuários para otimizar seus tempos e deslocamentos. Para o exposto, os dados foram retirados da Pesquisa Origem Destino em Residências da Área Metropolitana do Vale do México (EOD) 2017 do Instituto Nacional de Estatística e Geografia [Inegi] (2017). A amostra foi de 160.095 pessoas. O teste do coeficiente de Pearson foi realizado para determinar o grau de correlação entre as variáveis relacionadas à mobilidade. Os resultados refletiram o seguinte: gênero (0,8865) está relacionado com a finalidade de ir para casa (0,9200), ir para o trabalho (0,8967), para o local de estudo (0,9971), para ir às compras (0,7898), para o local de convivência (0,9528), levar alguém a um destino (0,7282), realizar procedimentos (0,9808), ir a uma unidade de saúde (0,8944) e ir a um local religioso (0,8115). Conclui-se que a maior correlação está no deslocamento para ir estudar; imediatamente, para ir a lugares de convivência, e um terceiro motivo, ir para casa. Por fim, propõe-se considerar a formação humana e ter um impacto direto da educação para formar agentes de transformação e conseguir uma gestão eficiente do transporte público.

Keywords : gestão; motivos de viagem; mobilidade urbana; serviços de mobilidade; sustentabilidade.

        · abstract in English | Spanish     · text in Spanish     · Spanish ( pdf )