SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 número1Significado de la valoración clínica en estudiantes de licenciatura en enfermería: Una costumbrePropuesta tutorial de desarrollo de competencias: los cuidados intensivos en la enseñanza mediada por tics índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay artículos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Enfermería universitaria

versión On-line ISSN 2395-8421versión impresa ISSN 1665-7063

Resumen

MENDOZA-CATALAN, G.; CHAPARRO-DIAZ, L.; GALLEGOS-CABRIALES, E.  y  CARRENO-MORENO, S.. Automanejo em diabetes mellitus tipo 2 desde um enfoque de género: revisão integrativa. Enferm. univ [online]. 2018, vol.15, n.1, pp.90-102. ISSN 2395-8421.  http://dx.doi.org/10.22201/eneo.23958421e.2018.1.63276.

Objetivo:

Identificar as diferenças no automanejo da DMT2 sob um enfoque de género.

Metodologia:

Realizou-se uma Revisão Integrativa em diferentes bases de dados das quais 24 artigos cumpriram com os critérios de inclusão para esta pesquisa, 13 artigos quantitativos e 11 qualitativos, a maioria dos estudos foram realizados nos Estados Unidos e Canadá.

Resultados:

Conforme os achados, as mulheres cumprem melhor com a alimentação e a toma de medicamentos, apresentam menor apoio social, maiores problemas psicológicos, e a religião, oração, a fé e a espiritualidade são um mecanismo positivo para o manejo de sua doença. Enquanto que os homens, cumprem melhor com a atividade física, apresentam menor conhecimento, maior consumo de álcool e tabaco, e recebem maior apoio social. No entanto, o trabalho e a ausência de sintomas graves são uma barreira para o automanejo.

Conclusões:

Existem diferenças entre homens e mulheres em relação ao automanejo, mesmas que permitem ao pessoal de enfermagem, orientar intervenções sob um enfoque de género, baseado nas necessidades particulares que apresentam os homens e mulheres. Por um lado, as mulheres requerem melhorar o exercício físico e maior apoio social, psicológico e espiritual. Os homens mostram dificuldades para cumprir com a alimentação e a toma de medicamentos.

Palabras llave : Autocuidado; identidade de género; diabetes mellitus tipo 2; literatura de revisão como assunto; México.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Español     · Español ( pdf )