SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número3Modernización regional y centralidad en el caso de Guamúchil, Sinaloa, México (1940-1960) índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay artículos similaresSimilares en SciELO

Compartir


América Latina en la historia económica

versión On-line ISSN 2007-3496versión impresa ISSN 1405-2253

Resumen

NUNES, Ivanil. Expansão e crise das ferrovias brasileiras nas primeiras décadas do século XX. Am. Lat. Hist. Econ [online]. 2016, vol.23, n.3, pp.204-235. ISSN 2007-3496.  https://doi.org/10.18232/alhe.v23i3.723.

A partir da década de 1940, no Brasil, iniciou-se um novo ciclo de modelo de negócios ferroviários, fundamentado na estatização do sistema. O objetivo neste artigo é analisar o processo de expansão das linhas, o aumento da oferta dos serviços oferecidos e a expansão da categoria ferroviária, e a relação destes fatores com a estatização das ferrovias. Seria correto afirmar que estas ferrovias foram se tornando ineficientes ao longo das duas primeiras décadas do século XX, particularmente a partir da primeira guerra mundial? Conclui-se neste trabalho, que as dificuldades enfrentadas pelas ferrovias brasileiras, que as conduziram à estatização, não é fenômeno que passou a ocorrer a partir da década de 1940, exclusivamente. Pois, na verdade, grande parte das mazelas que atingiram as ferrovias brasileiras e as conduziram à estatização já se manifestavam desde os primeiros anos do século XX.

Palabras llave : ferrovias; ferrovias brasileiras; modelo de negócios; ferroviários; estatização.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )