SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número2Ganancias y pérdidas de los inversores británicos en la venta de los ferrocarriles al Estado argentino en 1947-1948Rentabilidad, evolución patrimonial y diversificación en tres grandes compañías argentinas, 1926-1955 índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay artículos similaresSimilares en SciELO

Compartir


América Latina en la historia económica

versión On-line ISSN 2007-3496versión impresa ISSN 1405-2253

Resumen

ANDRADE ARRUDA, José Jobson de. O algodão brasileiro na época da revolução industrial. Am. Lat. Hist. Econ [online]. 2016, vol.23, n.2, pp.167-203. ISSN 2007-3496.  https://doi.org/10.18232/alhe.v23i2.712.

Há pouca discordância entre os especialistas sobre o papel do algodão no contexto da revolução industrial em sua escala europeia. Tergiversam apenas sobre o grau de importância desta matéria-prima estratégica no lançamento da industrialização, considerando-se que a dinâmica dessa indústria tornou-se referência vital na determinação da taxa de aceleração do ramo têxtil e de seu impacto sobre os demais setores da indústria, que nos permite identificar este setor como revolucionário. A manufatura de algodão foi de grande importância não apenas para a Inglaterra, mas também para outros países continentais como França e Portugal nos quais, no princípio do século xix, o dinamismo das manufaturas têxteis intensificou-se, despertando o interesse público e privado em alçá-las do nível de manufaturas pré-industriais ao patamar de estruturas produtivas modernas, configurando-se um contexto histórico singular que denominamos a época da revolução industrial.

Palabras llave : algodão; revolução industrial; colônias; metrópoles.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )