ISSN 2007-0934
versão impressa

INSTRUÇOES AOS AUTORES

 

O objetivo do presente instrutivo é guiar os autores sobre as regras para a apresentação de artigos e cumprir com os critérios editoriais estabelecidos na revista. Cada documento está sujeito à revisão por um painel de peritos nomeados pela Comissão Editorial; aceitam-se apenas os originais, inéditos e não propostos em outras revistas.

Tipos de textos que são publicados. A revista Revista Mexicana de Ciencias Agrícolas publica textos relacionados às ciências agrárias e áreas afins, em Espanhol ou Inglês e podem apresentar-se sob a forma de artigo científico, nota de pesquisa, ensaio e descrição de cultivares.

Artigo científico. Escrito original e inédito que se baseia nos resultados da pesquisa que tem estudado a interação de dois ou mais tratamentos em várias experiências, locais ou anos para obter conclusões válidas. Os artigos devem ter um comprimento máximo de 20 páginas, a dois espaços, incluindo quadros e figuras; deverá conter os seguintes parágrafos: 1) Título em Espanhol e Inglês, 2) Autor (es), 3) A instituição de trabalho do autor(es), 4) O endereço do autor para correspondência e e-mail, 5) Resumo, 6) Palavras-chaves, 7) Abstract, 8) Keywords, 9) Introdução, 10) Materiais e métodos, 11) Resultados e discussão, 12) Conclusões e Literatura citada.

Nota de Pesquisa. Escrito contendo os resultados preliminares e transcendentes que o autor pretende publicar antes de concluir a pesquisa, com um comprimento de oito páginas, a dois espaços, incluindo quadros e figuras; contém os mesmos pontos de um artigo científico, mas os parágrafos 9 a 12 têm que ser em texto consecutivo, ou seja, sem o título do parágrafo.

Ensaio. Escrito geral gerado pela análise de questões importantes e atuais para a comunidade científica onde o autor expressa sua opinião e estabelece as suas conclusões sobre o assunto em discussão; deve ter um comprimento máximo de 20 páginas, a dois espaços, incluindo quadros e figuras. Contém os parágrafos 1 a 9 e 13 do artigo científico. O desenvolvimento do conteúdo do teste está em seções de acordo com a matéria, cujas discussões geram conclusões ou comentários.

Descrição de cultivares. Escrito que tem a finalidade de informar a toda comunidade científica as origens e as características de uma nova variedade, clone, híbrido, etc.; comprimento máximo de seis páginas, a dois espaços, contém os parágrafos 1 à 4 e 13 do artigo científico. O desenvolvimento da descrição é o texto consecutivo com informações sobre: importância do cultivar, origem e genealogia, método de produção, características fenotípicas e agrônomas (reação às doenças, condições do solo e desempenho dos vários ciclos e sites), características qualitativas (comercial, industrial, nutricional, etc.) área(s) de adaptação e disponibilidade de sementes. Excepcionalmente poderá conter tabelas e figuras.

Desenvolvimento da escrita:

Título. Deve transmitir uma idéia clara e precisa, de forma breve, o conteúdo do artigo, conter no máximo 15 palavras e estar escrito em Espanhol e Inglês.

Resumo. Apresentar um resumo de 250 palavras no máximo e incluir as seguintes informações: justificação, os objetivos, o local e o ano da pesquisa, uma breve descrição dos métodos utilizados, resultados e conclusões. Deve-se escrever o texto consecutivamente.

Palavras-chaves e keywords. Palavras que são escritas após do resumo e abstract que servirão para incluir no artigo índices e sistemas de informação. Selecione de 3 a 5 palavras e não inclua as usadas no título. Os nomes científicos das espécies incluídas no resumo e abstract devem ser colocados como palavras-chaves e keywords.

Introdução. O seu conteúdo deve ser relacionado com o tema específico e o propósito da pesquisa; indicar o problema e a importância da pesquisa, registros bibliográficos que fundamentaram a hipótese e objetivos. Reportar literatura pertinente ao assunto e atualizada, de preferência de artigos científicos publicados em revistas periódicas amplamente divulgadas.

Materiais e métodos. Inclui a descrição do site experimental, materiais, equipamentos, métodos, técnicas e modelos experimentais. É necessária a informação proveniente de mais de um experimento, ciclo, localidade ou ano.

Resultados e discussão. Apresentar os resultados da pesquisa e identificar semelhanças ou diferenças com aqueles relatados em outros trabalhos de pesquisas publicadas. Na discussão destacar a relação causa-efeito obtida da análise.

Conclusões. Escrever conclusões obtidas dos resultados relevantes relacionadas com os objetivos e as hipóteses do trabalho.

Bibliografia citada. Incluir preferencialmente citações de artigos científicos publicados em revistas periódicas de grande circulação; usar apenas citações relacionadas com o tema. Todas as citações mencionadas no texto devem figurar na bibliografia citada.

Formato

Os documentos deverão ser enviados em arquivo eletrônico e uma fotocópia impressa a dois espaços usando o programa Microsoft Word, versão recente, fonte Times New Roman tamanho 11. Use papel tipo carta com margens de 2,5 cm nos quatro lados. Numerar as linhas de texto no começo cada página. Os parágrafos: resumo, abstract, introdução, materiais e métodos, resultados e discussão, conclusões, agradecimentos e bibliografia citada devem ser em letras maiúsculas e em negrito, alinhadas à esquerda. No texto, para tabelas e figuras, utilizar as unidades do Sistema Internacional de Unidades (SI). No documento original, figuras e tabelas devem ser inseridas no lugar do texto correspondente; incluir também os arquivos das figuras separados no formato Excel para permitir, se fosse necessário, fazer mudanças; se incluir fotografias, elas devem ser em preto e branco (grayscale), originais e em formato TIFF (300 pontos de resolução), JPEG (com qualidade aos 100%), Adobe Illustrator, Adobe Photoshop e enviar o arquivo eletrônico separado.

O título das figuras deve ser escrito em negrito e com letras minúsculas, à exceção da primeira letra, no gráfico de barras e torta (ou circular) use cores claramente contrastantes, para gráficos de linhas, deve-se usar símbolos diferentes bem definidos.

O título dos quadros deve ser escrito em negrito e com letras minúsculas, à exceção da primeira letra; alinhado com o comando tabelas, não poderá exceder um página nem fechado com linhas horizontais, além do mais, deve ser numerado gradualmente como se cita no texto e conter a informação necessária para torná-los fáceis de interpretar. A informação contida nas tabelas não deve se repetir nas figuras e vice-versa, e em ambos os casos, incluírem comparações estatísticas. Os agradecimentos são reconhecimentos que o autor manifesta aos indivíduos ou instituições pela colaboração ou apoio financeiro recebido em qualquer fase da pesquisa. A inclusão deste ponto fica a critério do autor e de sua vontade ser colocada antes do capítulo da bibliografia.

Formas de referir no texto. Usa-se o sobrenome de até dois autores, seguido do ano da publicação. Se a nomeação é incorporada no texto, o ano é colocado entre parênteses, como por exemplo: Winter (2002) ou Lindsay e Cox (2001). Sé a nomeação é no final do texto, incluir sobrenome(s), uma vírgula e o ano, todo colocado entre parênteses, como por exemplo: (Winter 2002) ou (Lindsay e Cox, 2001). Sé o trabalho referido tem mais de dois autores, escreve-se o primeiro sobrenome do primeiro autor, seguido da abreviatura et al., e ano de publicação; a apresentação do texto é: Tovar et al.(2002) ou no final do texto (Tovar et al. 2002). No caso de autores corporativos, colocar a sigla ou iniciais, e quando o nome é curto, coloque o nome completo da corporação, e após o ano da publicação, exemplo: FAO (2002) ou (FAO, 2002).

Formas de informar a bibliografia. As nomeações devem ser colocadas alfabeticamente, como se segue

1. Artigos de publicações periódicas.

- Coloque todos os autores do trabalho. Escreva o primeiro sobrenome completo, seguido da inicial, uma vírgula e da inicial (is) dos nomes. Para separar dois autores utilizar a conjunção (es) ou seu equivalente na língua do livro que está escrito. Quando mais de dois autores, separados por um ponto e vírgula; entre o penúltimo e último autor conjunção (es) ou seu equivalente. Se autor corporativo, colocar o nome completo e sigla em parênteses.
- Ano da publicação.
- Título do artigo.
- Nome da revista e em parênteses o pais onde se edita.
- Volume, número da revista, dois pontos, número e inicial página final do artigo, separados por um hífen.

2. Publicações seriadas e livros.

- Autor (es). Igual que para artigos nas publicações periódicas.
- Ano da publicação.
- Título do trabalho.
- Tradução (número da edição da tradução, língua que foi traduzida e o nome do tradutor).
- Número da edição.
- Nome da editorial.
- Lugar onde foi publicado (cidade, estado, país).
- Número total de páginas (150 p.) ou páginas vistas (p. 15; p. 30-45; p. 5, 7, 15 e 50).
- Nome e número da série ou coleção, todo em parênteses.

3. Os artigos, capítulos e resumos de obras coletivas (livros, compilações, relatórios de reuniões).

- Autor (es). Igual que para artigos nas publicações periódicas.
- Ano da publicação.
- Título do artigo, capítulo o resumo.
- Expressão Latina In:
- Editor (es), compilador (es) ou coordenador (es) do trabalho coletivo (se registra (m) igual que o autor (es) de um livro. No fim deste, coloca-se entre parênteses a abreviatura ed. ou eds.) (comp. ou comps.) ou (coord. ou coords.), conforme o caso.
- Título da obra coletiva.
- Tradução (igual que para publicações seriadas e livros).
- Número da edição.
- Nome da editorial.
- Lugar onde foi publicado o trabalho (igual que para publicações seriadas e livros).
-Páginas que compreendem o artigo, ligadas por um hífen e colocando uma p. minúscula (p. 15-35).

Maiores informações sobre como escrever um artigo podem ser obtidas em:

- Méndez A., M y Ríos R., S. A. 1999. Normas para escribir artículos científicos destinados a publicarse en la revista Agricultura Técnica en México. Agri. Téc. Méx. 25:135-167.
- Méndez A., M y Ríos R., S. A. 2001. Normas para escribir artículos científicos destinados a publicarse en la revista Agricultura Técnica en México. Instituto Nacional de Investigaciones Florestales, Agrícolas y Pecuarias.
México, D. F. 50 p.

No site: http://www.inifap.gob.mx/publicaciones

Enviar os artigos para:

Editor en Jefe

Revista Mexicana de Ciencias Agrícolas
Campo Experimental Valle de México
km. 13.5 INIFAP. C.P. 56250.
Coatlinchán, Texcoco. Edo. de México
Tel.: 01 (595) 92 12681
E-mail: revista_atm@yahoo.com.mx


Toda correspondência relativa ao conteúdo técnico de um artigo deve ser enviada ao endereço do autor.

Preço da assinatura anual (4 números):
Na República Mexicana: $ 280.00 MXN
No Exterior: $ 44.00 USD
Números anteriores: 70 MXN alem do custo de envio postal.

Subir

[Home] [Corpo editorial] [Sobre a revista] [Assinaturas]


© 2011 Instituto Nacional de Investigaciones
Forestales, Agrícolas y Pecuarias,
Campo Experimental Valle de México
Km 13.5 Carr. Los Reyes-Texcoco
C.P. 56250, Coatlinchán, Texcoco
Estado de México, México
Tel. y Fax. 01 595 9212681




revista_atm@yahoo.com.mx